Deputado Hildo Rocha votou contra a forma de desestatização da Eletrobrás apresentada no Projeto de Lei de Conversão nº7/2021

Share:


O governo federal enviou ao Congresso Nacional a Medida Provisória 1031/2021, que desestatiza a Eletrobrás, o processo de desestatização consiste na abertura de mercado, onde o governo coloca parte de suas ações a venda deixando de ser o majoritário, no caso da Eletrobrás, o governo federal detém o controle majoritário com 58%, após a desestatização, assumirá um conselho administrativo.

Devido as alterações feitas pelo relator, a iniciativa do governo federal deixou de ser MP e passou a ser Projeto de Lei de Conversão, apenas 4 deputados do Maranhão votaram contra, Hildo Rocha foi um deles.

A MP do governo federal desestatizando a Eletrobrás, traria vantagens para os consumidores, mas a alteração feita pelo relator, Hildo Rocha entendeu que as termoelétricas serão beneficiadas e os talões de energia, seriam reajustados de imediato com um aumento médio de 20%, além de ser uma energia suja, que polui muito.

Hildo Rocha é a favor do texto original da Medida Provisória, onde apenas haveria a desestarização da empresa e não haveria favorecimento as termoelétricas.

O deputado sabe que esse aumento é muito grande e vai impactar principalmente as famílias que já estão no sufoco nesse período de pandemia, como também as indústrias, que já estão passando por dificuldades. Veja como votou os nossos deputados federais:




Nenhum comentário